Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Home

Navigation

Avaliações de Estoques de Carbono

Um número crescente de protagonistas no setor de recursos naturais vem assumindo compromissos no combate ao desmatamento ligado à produção de commodities. O Proforest realiza avaliações ou inventários de carbono apoiando produtores e compradores no cumprimento de seus compromissos de “desmatamento zero”.

O que é a abordagem de HCS?

A abordagem de Altos Estoques de Carbono (HCS na sigla em inglês) baseia-se em trabalho realizado em 2011 pelo Greenpeace, The Forest Trust (TFT) e a empresa de óleo de palma Golden-Agri Resources Limited (GAR). Ela visa fornecer uma metodologia prática, cientificamente concreta e economicamente viável na definição e proteção de áreas florestais viáveis e no cumprimento de compromissos de “desmatamento zero” das empresas.

Na prática, a abordagem de HCS deve combinar avaliações de HCS com AVCs, em áreas turfosas, com meios de subsistência de comunidades locais, respeitando seus direitos de dar ou negar consentimento livre, prévio e informado (CLPI).

A abordagem de HCS foi inicialmente testada na Indonésia, e atualmente está sendo aperfeiçoada e padronizada como um conjunto de ferramentas para aplicação global.

Como isto funciona?

Avaliações de HCS são realizadas em duas etapas principais através da combinação de trabalho remoto e de campo:

  1. Classificação de Vegetação. Baseada em análise preliminar de imagens de satélite seguindo sistemas nacionais vigentes de classificação de cobertura vegetal.
  2. Seleção de áreas florestais/de HCS identificadas na primeira fase de avaliação em relação a padrões de conservação de biodiversidade, objetivando preservar e proteger áreas viáveis que possam reverter para o funcionamento ecológico natural como florestas.

Como podemos ajudá-lo?

Neste campo em rápido desenvolvimento, nossos serviços de avaliação de carbono são adaptados a diferentes necessidades de clientes. Realizamos estudos de escopo inicial ou avaliações completas empregando uma variedade de métodos (por exemplo, um inventário básico do estoque de carbono ou uma avaliação completa da abordagem de HCS) em qualquer área com cobertura florestal ou altos níveis de carbono.

Combinamos as avaliações de HCS e AVCs, oferecendo amplo entendimento das implicações de conservação e gestão em qualquer ambiente de produção.

Onde trabalhamos?

Nos baseamos em nossa experiência em estudos de campo na interpretação de estoques de carbono como avaliações independentes, bem como em paralelo com avaliações de AVC ou abordagem de HCS maximizando a relação custo-benefício.

Aplicamos isto na prática em plantações de grande escala para diferentes commodities (incluindo celulose e papel, e óleo de palma) no Sudeste Asiático e na África.

Desenvolvimentos futuros

Acompanhamos ativamente o desenvolvimento da Abordagem de HCS, liderada pelo Greenpeace, TFT e outros parceiros, assim como o trabalho do Manifesto pelo Óleo de Palma Sustentável do grupo de estudo do HCS. Somos observadores em ambos os processos, ajudando a definir uma metodologia comum para a avaliação de estoques de carbono. Além disso, trabalhamos com um amplo grupo de parceiros para integrar HCS com os processos existentes de AVC e consentimento livre, prévio e informado (CLPI), e para assegurar que estas ferramentas distintas se encaixem de forma coordenada, eficiente e econômica.

O Proforest foi contratado pela Mesa Redonda de Óleo de Palma Sustentável para atualizar sua ferramenta de cálculo de carbono em novos plantios da palma. Esta ferramenta foi desenvolvida para atender a uma nova exigência de acordo com os Princípios e Padrões da RSPO revisados, em que novas plantações devem reduzir suas emissões líquidas de gases de efeito estufa (GHG na sigla em inglês).

Nossa áreas de atuação

Contate-nos